Configurar B2B na VTEX

Aparência da Loja

Débora Ferreira

Débora Ferreira

Última atualização

B2B (Business to Business) é a sigla utilizada no comércio eletrônico para definir transações comerciais entre empresas. Em outras palavras, é um ambiente onde uma empresa comercializa seus produtos para outras empresas.

Na VTEX, ambientes B2B normalmente são completamente ou parcialmente bloqueados para usuários anônimos, sendo obrigatória a autenticação para a visualização de informações comerciais dos produtos.

Abaixo descrevo as configurações necessárias para transformar uma conta em B2B, na VTEX.

Configurações

1. Incluir regra condicional na Política Comercial do B2B

Esse é o passo mais importante para ativar o B2B. Ao configurar a Política Comercial do B2B, você deve preencher o campo Regra Condicional para definir os usuários que poderão navegar no seu site. Normalmente, nos B2Bs convencionais, esse campo é preenchido com o valor approved=”true” (“approved” é o nome de um campo na entidade Cliente, no CRM). Com essa regra, o sistema apenas deixará navegar no site usuários autenticados e aprovados.

2. Customizar layout de diretórios B2B

Como já sabe, o B2B convencional exige navegação autenticada e aprovada, ou seja, usuários anônimos e/ou não aprovados não terão acesso às informações comerciais dos produtos até que cumpram essas exigências. Vamos então descrever as características básicas de cada tipo de usuário:

  • Usuário Anônimo: É aquele que não se logou, ou seja, não se autenticou no site. Esse tipo de usuário não poderá visualizar informações do produto. Ele será redirecionado para o diretório /sistema/401 (Não autorizado).
  • Usuário não aprovado: É aquele que já tem cadastro e já está logado porém, seu cadastro não atende à regra condicional definida na política comercial. Em linhas gerais, seu registro no CRM não atende à regra condicional. Esse tipo de usuário não poderá visualizar informações do produto. Ele será redirecionado para o diretório /sistema/403 (Proibido).
  • Usuário aprovado: É aquele que já tem cadastro e seu cadastro atende à regra condicional definida na política comercial. Esse tipo de usuário poderá visualizar informações dos produtos.

Dessa forma, para ter um ambiente B2B, será necessário customizar as pastas 401 e 403, filhas da pasta sistema.

Navegação por um usuário Anônimo (Ao tentar acessar qualquer página, será redirecionado para 401):

Navegação por um usuário não aprovado (Ao tentar acessar qualquer página, será redirecionado para 403):

3. Definir campos de pré-cadastro

O usuário que ainda não é cadastrado no site precisa ter uma interface para realizar o pré-cadastro. O pré-cadastro é um formulário com informações básicas do usuário. Apesar de básicas, essas informações devem ser suficientes para o lojista aprova-lo e libera-lo para navegação no site. Dessa forma, é necessário definir os campos desse pré-cadastro. Normalmente, os B2Bs utilizam informações de cliente (nome, e-mail, telefone, etc) e endereço (rua, bairro, cidade, etc) para esse pré-cadastro. Importante: O campo utilizado como regra condicional na política comercial nunca poderá fazer parte desse formulário, uma vez que o próprio usuário não pode realizar sua própria aprovação, cabendo à loja essa responsabilidade.

4. Criar formulário de pré-cadastro

Após definido os campos, você deverá criar o formulário de pré-cadastro na pasta /sistema/401, pois é a única pasta para onde o usuário anônimo sempre será redirecionado. As informações submetidas no formulário deverão ser enviadas para o CRM através das APIs do Master Data (veja documentação), ou seja, será necessário desenvolver um javascript para aplicar essa função.

5. Operação

Com tudo configurado e, finalmente, o B2B em produção, a rotina do lojista dependerá das regras e necessidades de seu negócio. Basicamente, a cada novo cadastro, o lojista deverá avaliar o usuário, o aprovando ou não, na interface do CRM (http://{nome_da_conta}.vtexcrm.com.br/.

Exemplo

Exemplo de template HTML e JS

Esse artigo descreve as configurações básicas de um B2B, porém, é possível customizar o sistema para essa necessidade de várias formas, inclusive, enviando e-mails (triggers) a partir de eventos pré-definidos.